Informativo: “Surto do Coronavírus“

Para os brasileiros, não há motivo para as pessoas entrarem em pânico ainda, e sim como medida de prevenção.

Frisamos que todos os casos da doença têm relação direta com os territórios chineses.

Até o momento, as áreas consideradas com transmissão do novo coronavírus são a província de Hubei, com o epicentro em Wuhan e a província de Guangdong, da China

Ainda não se conhece a origem da infecção e sim denominada como MERS-CoV, causadora da síndrome respiratória do Oriente Médio, sendo um vírus que tem causado doença respiratória leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum, de curta duração, sendo transmitido pelo ar, por meio de tosse ou espirro, aperto de mão, beijos, e contato com animais e objetos contaminados.

Sintomas:

Tosse;

Fraqueza e mal-estar excessivos;

Falta de ar;

Febre Alta;

Tratamento:

Infelizmente ainda, não existe vacina e nem tratamento específico contra o coronavírus,apenas indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso,o uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).

O período de incubação do vírus é de cerca de 2 a 7 dias, podendo chegar a 14 dias.

Mesmo assim, o Brasil e outras nações deram início a um plano de vigilância e contenção de casos suspeitos treinando e orientando profissional da saúde de como agir caso o vírus chegue, definição estabelecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Prevenção;

Evitar viajar a Wuhan e região – CHINA, área ativa do vírus nos próximos meses até estabelecer o“SURTO“

Evitar contato com viajantes que vieram dessas regiões.

Ao tossir, espirrar ou assoar o nariz,procure não tocar nos olhos, nariz e boca, antes mesmo de higienizar;

Evite aglomerações, caso necessite use máscaras que cobrem boca e nariz, descartando após o uso no lixo seguro;

Manter os ambientes bem ventilados.

Consumir bastante água;

Lavar bem as mãos com água e sabão, ou uso de antisséptico ( Álcool Gel  70%) após usar o banheiro, antes das refeições e principalmente após passar por estabelecimentos ou transportes públicos

Não compartilhar Copos, Toalhas, Garrafas  e objetos de uso pessoal;

 

… Neste momento é fundamental a informação. Não é momento de pânico, mas sim de prevenção.!!

Fonte: https://saude.abril.com.br //  https://drauziovarella.uol.com.br/